Buffy, The Vampire Slayer

As vezes por falta de tempo, vontade ou por mudanças de horarios absurdas cometemos o pecado de deixar uma série boa passar. Isso que aconteceu comigo, assim como outras séries que perdi nos conflitos de minha adolescencia (nerd/não-nerd) que sempre quis assistir mais os horarios não me favoreciam. Recentemente consegui corrigir esse erro com Buffy. A série de Joss Whedon é terceira na lista de Séries Cult segundo o TVguide.

10) Xena: Warrior Princess (1995-2001) (estou assistindo mais tá ruim pra caramba)

9) Twilight Zone (1959-1964) (estou assistindo a versão de 2002)

8- The Simpsons (1989-present) (classico, estou re-assistindo desde o começo)

7) The Prisoner (1967-1968) (nunca ouvi falar)

6) Monty Python’s Flying Circus (1969-1974) (sei que Monty Python faz sucesso, mas não conheço muito o trabalho deles)

5) Lost (2004-present) (esperando a proxima temporada :D)

4) Farscape (1999-2003) (não conheço)

3) Buffy the Vampire Slayer (1997-2003) (é disso que estamos falando)

2) The X-Files (1993-2002) (um marco para as séries)

1) Star Trek (1966-1969) (apesar de não ter acompanhando a série, é visivelmente a série mais cult visto os encontros Trekers. Afinal de contas quem não conhece Dr. Spock?)

Assistir a uma produção que tem mais de dez anos é muito divertido, ao fato que você acompanhar de novo as mudanças que viveu só que agora com olhar de observador e não como personagem.  Já nas primeiras cenas do episódio piloto você vê varios personagens com casacos amarados na cintura, skatistas e afins da época.  Nas primeiras temporadas o que mais surpreende e a diferente relação que todos tem com a tecnologia. Os computadores são praticamente inexistentes e Willow se diferencia exatamente por conseguir e saber lidar com computadores. Era o meio da decada de 90 e a tecnologia inspirava muito medo e era vista com desonfiança, ainda não fazia parte do dia-a-dia de todos.

Como assinatura de Joss Whedon, os personagens e conflitos evoluem e se transformam, um conflito amoroso entre amigos é completamente superado com o passar do tempo, os personagens “crescem” e superam essas situações, ao contrario de Smallville em que insistem em relações que não tem sustentabilidade.   Em alguns momentos personagens passam por fases sombrias, mais tudo isso se dá em mudanças gradativas, assim como acontece na vida real.

Dois momentos marcantes para mim são os episódios: Hush (4ª temporada), em que os personagens perdem a voz, e o Once More, With Feeling (6ª temporada), onde acontece um musical que se encaixa

perfeitamente na trama o ponto alto da série na minha humilde opinião.

A série foi indicada para um Globo de Ouro, além de ganhar outros 33 premios e 99 indicações.

Além de render o Spin-off Angel (muito bom, mais fica para outro post), e uma revista em quadrinhos na qual se passa a 8ª temporada atualmente, a franquia rendeu um sistema de RPG, um trading card game, uma coleção de Action-figures premium, entre outras coisas.

Recentemente a RedeTV adquiriu direitos de 34 episódios (as duas primeiras temporadas), os quais pretende passar aos domingos, as 17horas. Embora eu prefira o idioma original, essa é uma boa oportunidade para aqueles que não conhecem essa série.

Anúncios

3 Respostas to “Buffy, The Vampire Slayer”

  1. Eu nunca vi Buffy, sempre quis ver, mas é aquelas coisas… Já ta difícil de acompanhar o que temos hoje. Desenterrar as séries antigas é algo pra imortais 😀

  2. Salve adoradores de séries antigas… particularmente não tenho nada contra, mas ainda não me interessei em desenterrar episódios antigos de Angel, Xena, MacGyver entre outros… mas quem sabe um dia a vontade aparece… enquanto isso, todos os anos temos séries novas e cada vez mais séries nerds…

  3. Victoria Says:

    Buffy, Angel e Xena são as melhores do assunto. Adoraria rever, soube que tem como ver pelo msn, mas não sei como. É demais! O Angel é muuuuito mais gato e misterioso do que o Edward. Pelo Angel eu jogaria o Edward embaixo de um onibus.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: